Ex-prefeito de Novo Gama é indiciado por receptação de carne roubada

Segundo assessoria do supermercado Sagrada Família, Doka não tinha conhecimento da origem da carne.

Por em 28/06/2016 às 14:53

Em mais uma fase da operação que visa desarticular uma quadrilha especializada em roubo e receptação de cargas, a Polícia Civil do Distrito Federal prendeu dois comerciantes e indiciou outros dois. A carga foi roubada no sábado (25) e já estava à venda em açougues da Ceilândia e Samambaia, e um supermercado em Novo Gama.

Quarta fase da operação recuperou R$ 230 mil de carne roubada (Foto: reprodução/DFTV)

Quarta fase da operação recuperou R$ 230 mil de carne roubada (Foto: reprodução/DFTV)

Para a Polícia, o curto prazo da data do roubo à venda, dá fortes indícios da ligação entre a organização criminosa e os receptadores da carga, avalizada em R$ 230 mil.

A operação existe desde outubro. Até agora 20 pessoas foram presas, entre agentes públicos e sócio-proprietários. Nesta terça-feira (26), foram presos o filho do dono do açougue Vila Bife, Breno Gulit, e o sócio Alan Teodoro de Lima.

Foram indiciados nesta quarta fase da operação, por receptação e ação criminosa armada, o ex-prefeito de Novo Gama, João de Assis Pacífico (conhecido como Doka). Claudimar de Souza Lima, dono do açougue Vila Bife, também foi indiciado e é considerado foragido.

De acordo com a assessoria de comunicação do supermercado Sagrada Família, Doka prestou depoimento e não tinha conhecimento da origem da carne.

Com informações do DFTV.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *